Pedro Correia de Araújo no MASP

29/08/2017, Por

Talvez Pedro Correia de Araújo seja um nome que poucos associem ao Salão Revolucionário de 1931. Mas ao lado das obras de Tarsila do Amaral, Anita Malfatti e Di Cavalcanti, estavam as pinturas do artista. De família Pernambucana, nasceu em Paris e, pela primeira vez, ganha mostra dedicada ao seu trabalho – de suma importância para a história da arte brasileira.

Pedro Correia de Araújo no MASP

No subsolo do Museu de Arte de São Paulo (MASP), Pedro Correia de Araújo: erótica reúne cerca de 70 obras pintadas entre 1929 e 1955, período que enfoca a sensualidade latente de suas produções. Retratando, especialmente, mulheres negras, o erotismo de suas telas se manifesta como algo racional e matemático, não se resumindo apenas na mera tentativa de expressão corporal e passando longe da estetização do mundo e dos objetos.

A exposição faz parte da programação do museu, que gira em torno do tema Histórias da Sexualidade. Dividida em quatro eixos (nus, danças, retratos e a série erótica), fica em cartaz até o dia 18 de dezembro de 2017.

Pedro Correia de Araújo no MASP

Museu de Arte de São Paulo – MASP

Endereço: Avenida Paulista, 1578, São Paulo, SP, 2º subsolo